Seu negócio atravessa gerações?

Texto do parceiro de conteúdo: Simone Rech | Design + Estratégia

 

Há pouco tempo atrás, para ter um negócio de sucesso, bastava oferecer um serviço ou produto de qualidade. Atualmente está cada vez mais difícil criar vínculos com os consumidores e se destacar em meio a um mar de ofertas igualmente eficientes. Ter um produto de qualidade se tornou básico, e cada vez mais, os empreendedores devem desenvolver novas habilidades para conseguir impulsionar, ou até mesmo manter seus negócios ativos.

Isso tudo é reflexo de transformações sociais, como a mudança para a era digital junto com a chegada dos Millenials no mercado. É a tão falada geração Y, que nasceu com a Internet e foi criada em mundo conectado, multidisciplinar e exponencialmente imprevisível.

Mas, o que esperar dessa geração, e por que se preocupar com ela?

– Os Millenials serão seus futuros consumidores

Segundo Diane Swonk para o The New York Times, “todo nosso modelo de consumo foi baseado na geração Baby Boomers e a geração Y está determinando um modelo de consumidor completamente novo.”

A geração Y será 44% da população economicamente ativa em sete anos, logo, pensar no futuro do seu negócio é se adaptar para atender às necessidades e exigências das próximas gerações.

Como atrair uma geração que pensa e age de forma não linear e tem acesso à informação o tempo todo? Isso impacta desde o ambiente de sua loja até a forma como você anuncia produtos. A geração Y acredita muito mais em uma resenha escrita por uma “pessoa comum” do que nas palavras da própria empresa – não é à toa que Digital Influencer é a profissão mais cobiçada do momento.

A opinião dos consumidores têm cada vez mais valor, por isso focar em um atendimento excepcional e buscar entender seu consumidor, oferecendo suporte desde o momento da compra até o pós-venda, é a melhor forma de criar vínculos duráveis.

Ponto de Experiência American Eagle: o espaço foi todo pensado para agradar seu público alvo: estudantes universitários. A loja oferece espaço para coworking e até lavanderia.

– Millenials serão seus futuros funcionários

Segundo Simon Sinek, os Millenials acabaram por não desenvolver algumas habilidades sociais comuns às gerações criadas sem Internet: são impacientes e querem impactar o mundo de alguma forma. Como atrair e mantê-los empolgados em seus empregos? A melhor estratégia é usar os pontos positivos à seu favor: utilizar os próprios Millenials como ponte para a transição do seu negócio. Estamos diante de uma geração que é super familiarizada com recursos tecnológicos, aprende rapidamente e consegue ser multitasking, ou seja, realizar várias tarefas que exijam habilidades diferentes. Esteja aberto às mudanças e a novas formas de enxergar o mundo.

Resistir às mudanças é prejudicar o futuro do seu negócio. Quanto antes as empresas buscarem entender a nova geração, mais fácil será a adaptação. Tornar a tecnologia uma aliada das habilidades humanas, estar disposto a ouvir o consumidor e utilizar os novos recursos para resolver problemas é o caminho para a prosperidade de qualquer negócio no futuro, que é cada vez mais presente.

Alguns pontos para ficar de olho:

– Presença online é indispensável: a venda não termina quando o cliente sai da loja. Para engajar e fidelizar o público, o relacionamento entre marca e consumidor deve se estender o máximo possível. Estar atento aos desejos de seu público é a melhor forma iniciar uma conversa com seu público.

Ponto de Experiência Amaro: o consumidor pode provar os produtos na loja, mas a compra é realizada através dos computadores disponíveis e é entregue diretamente na casa do cliente.

– Produza conteúdo relevante: para influenciar a nova geração, não basta um anúncio no jornal. Por possuir acesso a informação, a geração Y busca novas formas de se conectar com as marcas, que vão muito além de promoções. Os novos consumidores buscam uma conexão com os valores das marcas, por isso é necessário um posicionamento consistente.

– Seja transparente: mostre seus processos, envolva seus consumidores e use as redes a seu favor. Venda por venda já não é mais atrativo, é necessário oferecer ‘algo a mais’. Entenda as preocupações do seu público, suas lutas e conecte-se verdadeiramente com seu público. Utilize a tecnologia e as redes a seu favor.

Gostou das dicas da consultora Simone Rech? Regularmente publicaremos artigos para te ajudar a comunicar melhor a sua marca, se aproximar do seu público/clientes e criar estratégias eficazes de vendas.

 

Publicado por

marketingcdl

A CDL Caxias é a maior entidade do movimento lojista do Rio Grande do Sul e a está entre as maiores do Brasil em número de associados. É afiliada à CNDL – Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas que congrega 1600 CDL´s e 600 associações comerciais, reunindo 2.200 mil entidades no Brasil e 800 mil pontos de vendas e à FCDL – Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul que reúne 152 CDL´s, 20 associações comerciais e 40 mil pontos de vendas no Estado. O trabalho sério desenvolvido pelos 30 presidentes que já atuaram na entidade ao longo destes 50 anos, diretores e profissionais que participaram da CDL Caxias é respaldado pelas muitas conquistas que a entidade obteve. Uma das mais importantes veio no ano final de 2005, quando a entidade, entre todas as CDLs do país, ganhou o 1º lugar na Categoria Serviços aos Associados na 46ª Convenção Nacional do Comércio Lojista, realizada em Maceió, Alagoas.

Deixe uma resposta